Oxford atinge ROI de RFID em 12 meses

Maior fabricante de cerâmica e porcelana das Américas obteve o resultado logo em seu primeiro investimento na tecnologia, destinado a eliminar erros na entrega de produtos

Por Edson Perin

1 de novembro de 2016 – A brasileira Oxford, maior fabricante de cerâmica e porcelana das Américas e que conta com um fundo de investimento formado pelas três famílias fundadoras da WEG – uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos do mundo –, atingiu o Retorno sobre o Investimento (ROI) em identificação por radiofrequência (RFID) nos primeiros 12 meses de uso, graças à redução para zero dos erros em embarques e entregas de mercadorias aos seus clientes. O resultado conquistado com a RFID será anunciado oficialmente neste mês ao Conselho Administrativo da empresa por Marcelo Correa, gerente de logística e responsável pelo projeto.

oxford_01

“Este caso de RFID mostra que a tecnologia deixou de ser somente um teste: é a RFID para além dos pilotos ou, em inglês, the RFID beyond the pilots“, diz com satisfação o engenheiro e fã do produtor musical inglês Alan Parsons, Roberto Cordeiro, sócio de outro engenheiro, Ricardo Monteiro, na empresa Parson RFID. “A RFID ajudou a melhorar o comportamento dos funcionários na conferência de confecção de pallets e conteúdo de expedição”, constata Cordeiro, executivo que conta com mais de 35 anos de experiência no mercado de tecnologia em B2B e B2C.

oxford_02

A Parson desenvolveu soluções para os portais RFID com alto nível de engenharia. “Quando passávamos as caixas pelos portais, os leitores RFID liam tudo o que estava em volta, inclusive o que não era para ser lido, pois queríamos identificar somente o que estava no interior do portal”, revela Cordeiro. “Para evitar que isto acontecesse, tivemos de calibrar os leitores, com tecnologia da Identix, e desenvolvemos uma inovação: um atenuador de ondas, que faz a transmissão de RFID se enfraquecer na entrada e saída do portal, impedindo a leitura das tags que estiverem fora do local onde estão os produtos que devem ser identificados”. Os portais são, na verdade, Gaiolas de Faraday com os atenuadores Parson em suas extremidades.

 

SAIBA MAIS  ( RFID JOURNAL INTERNATIONAL )